IACIT realiza a instalação e manutenção de plataformas de coletas de dados geotécnicos para Cemaden

Atividades foram iniciadas em maio em Recife e seguem para Baixada Santista e Blumenau nos próximos meses

A IACIT é a responsável pela instalação e manutenção das plataformas de coletas de dados geotécnicos (PCD Geotécnica), fornecidas pelo Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais). As PCDs Geotécnicas integrarão a rede de monitoramento de riscos de desastres naturais do Cemaden – a RedeGeo, para monitoramento e pesquisas sobre deslizamentos de terras. Os equipamentos serão instalados na região metropolitana de Recife (PE), em municípios da Baixada Santista (SP) e em Blumenau (SC).

Ao todo serão instaladas 15 plataformas em cada região. Os locais são definidos pelo próprio Cemaden com apoio da Defesa Civil de cada região, levando-se em conta os riscos de deslizamentos de terra, histórico de ocorrências e a possibilidade de movimentação de massa identificados anteriormente. A IACIT é responsável pela montagem da infraestrutura que irá receber as plataformas, instalação dos equipamentos, integração dos sistemas ao Cemaden e posterior manutenção.

A IACIT realizou a integração dos equipamentos, incluindo testes e verificações do sistema.

Um projeto relevante, que, além de reforçar a parceria entre a IACIT e o Cemaden, tem um apelo social importante na prevenção de deslizamentos de terra. Nossa equipe pode ter contato com sistemas como pluviômetros, sensores de umidade e sondas e isso só tem a agregar ao portfólio de nossa empresa”, conclui o presidente da IACIT, Luiz Teixeira.

Sobre o RedeGeo

O RedeGeo do Cemaden é um projeto da estratégia nacional de monitoramento, em tempo real, de fatores ambientais desencadeadores de deslizamentos em encostas urbanas, com o objetivo de implantar uma rede observacional geotécnica para aumentar a precisão dos alertas de deslizamentos.

A inovação do projeto é a utilização de pluviômetros associados a sensores de umidade do solo, os quais identificam a variação da quantidade de água no solo em até três metros de profundidade. Estes equipamentos ficam integrados numa Plataforma de Coleta de Dados, conhecida como PCD Geotécnica que é autônoma e envia os dados on-line para o Cemaden.

O monitoramento da umidade das camadas de solo junto aos dados de chuvas permite a avaliação de cenários de risco para a emissão de alertas antecipados de deslizamentos. O Cemaden envia os alertas para o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério do Desenvolvimento Regional e as Defesas Civis, todos integrantes do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (SNPDC). Essas instituições têm por objetivo prevenir acidentes e desastres de causas naturais, que ocasionam impactos socioeconômicos severos nas comunidades em áreas de risco.

Para outras informações fale conosco