IACIT participa da Expodefensa na Colômbia, apresentando novidades como o Radar Meteorológico em Estado Sólido e o sistema GBAS

Empresa brasileira integra o Pavilhão Brasil, organizado pela ABIMDE com apoio da Apex-Brasil

A IACIT, Empresa Estratégica de Defesa (EED), estará na Expodefensa 2019, que acontece de 02 a 04 de dezembro, em Bogotá (Colômbia). A empresa integra o Pavilhão Brasil, organizado pela ABIMDE (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança) e que conta com apoio da Apex-Brasil.

Uma das empresas parceiras das Forças Armadas Brasileiras, a IACIT levará algumas das principais soluções nas áreas de defesa e segurança, como sistemas de bloqueio de drones, de vigilância marítima e de auxílio à navegação aérea. Todas as soluções apresentadas pela IACIT são próprias e desenvolvidas com tecnologia nacional.

Uma das novidades que a empresa apresentará é o Radar Meteorológico RMT 0200, de dupla polarização em estado sólido. O sistema de última geração é o único no Brasil a empregar tal tecnologia. O Radar está pronto e em processo de instalação no Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), em São José dos Campos (SP). O radar será instado em uma torre de 20 metros e terá uma antena de 8,6 metros de diâmetro.

Na área de Defesa e Segurança, um dos destaques será o DRONEBlocker, o bloqueador de drones da IACIT capaz de neutralizar as ameaças de drones, bloqueando simultaneamente diversos drones que estejam sobrevoando o espaço aéreo sem autorização. Durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, o bloqueador de drones da IACIT foi usado com sucesso e, em setembro deste ano, a empresa realizou testes do sistema em colaboração com o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), no aeroporto de São José dos Campos (SP). Na área de vigilância marítima, a IACIT apresentará para a Expodefensa o Radar OTH (Over The Horizon – Além do Horizonte) – o único instalado e operacional na América do Sul.

O Radar OTH 0100 da IACIT vem monitorando o mar brasileiro no sul do país há mais de um ano, identificando, para a Marinha do Brasil, as embarcações não-cooperativas, também conhecidas como navios-fantasmas, com o objetivo de coibir crimes como tráfico de drogas e pessoas, pirataria e danos ambientais. Contando também com tecnologia de última geração, a IACIT apresentará o sistema de navegação aérea GBAS (Ground Based Augmentation System) CAT I, que está em fase de certificação.

O sistema conta com um diferencial – possui uma arquitetura única, permitindo a identificação de riscos de integridade relacionados à interferência ionosférica, adotando, assim, ações para evitá-los. O sistema está instalado no interior de São Paulo, irradiando sinal 24 horas por dia, sem interrupção.

Para outras informações fale conosco